Sexta-feira, 27 de Março de 2009

Processo de rectificação da antiguidade dos associados

por António Cepeda

 

O agraciamento aos sócios mais antigos que a CTMAD instituiu, a partir de 2005, por ocasião das comemorações dos seus aniversários, veio revelar algumas situações irregulares no tocante à definição das datas de admissão dos nossos associados.
 
Alguns sócios têm-nos apresentado queixas, sustentando as reclamações com a apresentação dos seus antigos cartões de sócio com números de inscrição muito baixos, correspondendo a inegável e assinalável antiguidade.
 
Configurando-se legítima a aspiração de tais associados em verem repostas, nos ficheiros da CTMAD, as datas de admissão que comprovadamente adquiriram noutros tempos, a Direcção decidiu admitir, para análise, as reclamações que, neste âmbito, os sócios decidirem apresentar, devendo, para o efeito, o pedido de actualização / correcção da data de admissão ser acompanhado de meio de prova justificativo da acção intentada (cartão antigo de sócio, recibo de quota anterior à da data de admissão actual, cópia da ficha de inscrição em arquivo na CTMAD, ou documento considerado equivalente).
 
Aos sócios cuja correcção da antiguidade venha a ser conferida, mais decidiu a Direcção da CTMAD atribuir-lhes, sempre que possível, a numeração que haviam adquirido primitivamente, ou no caso de tal numeração se achar preenchida, um número tão próximo daquele quanto possível. A tais sócios, a CTMAD convidará ao pagamento de uma quotização extraordinária de 100,00 €, valor este equivalente ao que vem sendo solicitado aos sócios cujas quotas se achem significativamente atrasadas e que pretendam manter a sua condição de associado.
 

Esta notícia pretende, pois, alertar todos os associados que considerem estar na situação descrita, convidando-os a apresentar os pedidos de reposição de antiguidade que considerem devidos.

 

publicado por ctmad às 21:54
link do post | comentar | favorito
|

Aumento do valor da quota anual

Proposta aprovada na última Assembleia-geral

A Direcção da Casa de Trás-os-Montes e Alto Douro de Lisboa vem, junto dos seus associados, propor um aumento do valor da quota anual, a vigorar apenas a partir do ano de 2010 (inclusive), dentro, portanto, do período do seu mandato, baseando tal proposta num conjunto de argumentos que a seguir submete à consideração da sua massa associativa.

 

Como é do conhecimento geral a CTMAD tem actualmente cerca de 1.300 associados, dos quais cerca de 200 serão a breve prazo eliminados por não terem respondido ao apelo que recentemente lhes foi endereçado no sentido de regularizarem o pagamento das respectivas quotas com atrasos superiores a 6 anos.

 

Ao iniciar-se o ano de 2009 ficaremos, assim, com aproximadamente 1.100 associados dos quais, porém, mais de 30% indiciam poder vir a perder a sua condição de sócio no médio prazo por também terem em atraso excessivo o pagamento das devidas quotas.

 

Assim se demonstra ter a CTMAD um universo de 700 a 800 sócios pagantes ainda que parte deles liquide os seus compromissos com alguma irregularidade.

 

A receita gerada pela quotização cifra-se assim, em números redondos, na ordem dos 15.000,00 €, como se pode comprovar nas contas dos últimos exercícios, valor este que, sendo a base sobre a qual se sustenta toda a nossa actividade, se verifica ser manifestamente insuficiente para o desenvolvimento daquilo que a Direcção entende ser o mínimo necessário para levar por diante os compromissos assumidos no seu programa de acção para o mandato que lhe foi conferido.

 

Os aspectos onde a Casa tem sentido as maiores dificuldades em honrar os seus compromissos são:

  • Assegurar, ao seu funcionário permanente, o pagamento regular de todas as prestações mensais que lhe são devidas;
  • Proceder ao pagamento, em tempo, das quotas do condomínio, recentemente acrescidas pela incorporação dos encargos com a manutenção dos elevadores;
  • Dispor de suporte financeiro para a divulgação postal das iniciativas culturais e outras que, por qualquer razão, não tenham podido ser noticiadas, oportunamente, pelo NTMAD;
  • Continuar sem fundos que permitam a aquisição de algum equipamento (informático e multimédia) fundamental, na actualidade, para apoio das nossas actividades;
  • Idem, para aumentar a capacidade de emprateleiramento da Biblioteca e do Arquivo.

A Direcção da CTMAD sente que a constatação desta atrofia financeira fundamenta adequadamente a proposta em apreço, pese embora os esforços que vem fazendo no intuito de diversificar as suas fontes de receita.

 

Por outro lado, respigando os antecedentes, verificou-se que o último aumento da quota anual se processou em 2003, tendo o valor anterior de 12,50 € (que se vinha então mantendo há cerca de 10 anos), passado para os actuais 20,00 €. Ou seja, no final de 2009, perfar-se-ão 6 anos sem que tenha havido alteração do valor da quota.

 

Concluindo, julga-se que um aumento de 5,00 €/ano, gerador de cerca de 4.000,00 € de receita adicional, correspondendo a 25% de aumento sobre o actual valor (aproximadamente igual a um acréscimo de 4% em cada ano) será aceitável e razoável quando confrontado com o aumento operado na anterior actualização, propondo-se ainda a manutenção do valor da inscrição nos actuais 5,00 €.

 

A ser aceite esta proposta, estará aberto o caminho para que, de futuro, se processem aumentos trienais do valor da quota de modo a fazer corresponder tais ajustamentos aos mandatos trienais da Direcção da CTMAD, ajustamentos esses, mais em consonância com o regular aumento do custo de vida.

 

tags: ,
publicado por ctmad às 21:48
link do post | comentar | favorito
|

quem somos

seguir perfil

. 2 seguidores

agenda



3 a 31 Outubro 2011
na sede da CTMAD>br> Exposição de fotografia
NO SENTIDO DO OLHAR

organizado em colaboração
com a Univ. Lusíada


5 Novembro 2011
Colégio dos Salesianos
(Oficinas de S. José)
Praça D. Bosco, 32 Lisboa
MAGUSTO DA CTMAD


A CTMAD está na net

Acompanhe-nos no FACEBOOK

Compareça ! Participe !




Se ainda não é sócio
da nossa Casa

junte-se a nós!

Pela nossa região,
pela sua terra !


quota anual:
apenas 25 €





NOVO !
Leia o NTMAD (em pdf): NTMAD nº125 (Setembro 2011)
NTMAD nº124 (Junho 2011)

AS NOSSAS FESTAS

pesquisar

Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

posts recentes

A NOSSA CASA VAI FAZER 10...

Saíu o NTMAD de Setembro

CIÊNCIA E CULTURA TRASMON...

Pintores trasmontanos exp...

ADQUIRA PRODUTOS DE CHAVE...

18 DE JUNHO: DIA DE CHAVE...

FESTA DO FOLAR E DO AZEIT...

ASSEMBLEIA GERAL COMPLEME...

ELEIÇÕES PARA OS ORGÃOS S...

Eleições para o triénio 2...

arquivos

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

links


contador
desde 2009.06.16 8:00